Valorização da cal é alvo de protocolo de cooperação entre Município de Beja e LNEC

0

Usada em argamassas e outros compostos, a cal, que nos habituámos a ver em paredes, mas que tem também muita utilidade em áreas como a agricultura, será o centro das atenções de uma nova iniciativa. O LNEC – Laboratório Nacional de Engenharia Civil e a Câmara de Beja assinam, hoje, um protocolo de cooperação técnico-científico tendo em vista a valorização da cal, um produto tradicional do Alentejo, abrindo novas perspetivas na sua utilização, na construção civil.

Este protocolo surge do interesse em facilitar a colaboração entre as duas entidades na área do estudo das atividades associadas aos fornos de cal artesanal e abre novas perspetivas na utilização deste produto na construção, assim como na sua valorização, frisou o vereador da Câmara de Beja Manuel Oliveira.

Manuel Oliveira explicou também as perspetivas que a assinatura deste protocolo possibilita, reincorporando a utilização da cal na construção civil.

Quanto à possibilidade de se poder vir a candidatar a cal a património imaterial da humanidade, Manuel Oliveira referiu que essa decisão só será tomada depois de serem avaliados os resultados da aplicação deste protocolo, que implica a recuperação de um forno artesanal em Trigaches.

Por: Ana Elias de Freitas/Inês Patola | Fonte: Rádio Voz da Planície

Controle melhor a atividade das suas máquinas nas várias obras com a geolocalização.

Share.
Saiba mais sobre:   Máquinas e materiais

Leave A Reply