Tráfico de influências entre Lula da Silva e Odebrecht provado pelo Ministério Público

0

A Revista brasileira “Época” revela que o Ministério Público de Brasília terá conseguido provas da associação do ex-presidente Lula da Silva à construtora Odebrecht em casos de tráfico de influências, durante e após a sua presidência.

Segundo a revista, promotores cruzaram documentos das empresas de Lula, da Odebrecht, do banco brasileiro de fomento BNDES e telegramas diplomáticos, dando como provada a atuação ilegal de Lula, classificada como “modus operandi criminoso”. Esse “modus operandi” consistiria na utilização da influência de Lula junto de governantes de países como Venezuela, Cuba, Panamá, Equador, República Dominicana, Angola ou Moçambique – Portugal não é citado – para que entregassem à Odebrecht grandes obras públicas, que o antigo presidente faria posteriormente com que fossem financiadas pelo BNDES em tempo recorde.

Ainda de acordo com a ‘Época’, a Odebrecht e Lula forjavam palestras do ex-presidente nesses países, para onde este viajaria em aviões da empresa com todas as despesas pagas, para justificar o pagamento ao antigo governante pela facilitação dos negócios, que terão rendido à construtora mais de 6,7 mil milhões de euros.

Fonte: Correio da Manhã (adaptado)

Controle, em pormenor, a atividade das suas máquinas e pesados nas diferentes obras.

Share.
Saiba mais sobre:   Internacional

Leave A Reply