Termina litígio que opunha Vítor Baía, a Construtora Casais e a CGD

0

Há mais de cinco anos que Vítor Baía, antigo futebolista, a construtora Casais, SA, de Braga, e a Caixa Geral de Depósitos (CGD) se encontravam em litigio devido à construção do Hotel Évora Machede, no Alentejo.

A constituição de um fundo de investimento permitiu ao ex-guarda-redes e uma das suas empresas ficarem livres de avultadas dívidas, que ultrapassavam os 14 milhões de euros.

A Casais terá cedido ao fundo de investimento, um crédito de 2,250 milhões de euros sobre Baía e a sua empresa (Perdiganito), a troco de dinheiro e outras contrapartidas.

Atualmente a Caixa Geral de Depósitos é a proprietária do fundo de investimento.

Fonte: Jornal de Notícias

Controle, em pormenor, a atividade das suas máquinas e pesados nas diferentes obras.

Share.
Saiba mais sobre:   Nacional

Leave A Reply