Soares da Costa poderá ser afastada do Hotel Monumental, no Porto

0

A construtora Soares da Costa poderá ser afastada do projeto de construção do Hotel Monumental, na Avenida dos Aliados, Porto, após a denúncia de salários em atraso feita pelo Sindicato da Construção do Norte.

Caso seja confirmada esta denúncia, de que existem efetivamente trabalhadores da obra com salários em atraso, o responsável pelo hotel, Mário Ferreira, pondera escolher outro empreiteiro para continuar a obra, cuja conclusão é esperada na Primavera do próximo ano.

A Soares da Costa poderá ser afastada do projeto de construção do Hotel Monumental, Porto, após a denúncia de salários em atraso .

O empresário Mário Ferreira

Segundo o empresário “Não tínhamos qualquer indicação de que haveria salários em atraso. Queremos ver a equipa motivada e, por isso, não aceitamos que, a ser verdadeira, esta situação continue. O que eu disse ao sindicato é que se isso se comprovar é muito grave e pode levar a anular a decisão [que tomamos na escolha da construtora]”, diz.

O empresário diz também que, desde a denúncia do sindicato, tentou contactar o presidente da Soares da Costa, Joaquim Fitas, mas sem sucesso. “Não só não atendeu como não respondeu [de volta]. Estamos com um mau pressentimento”, diz.

A construtora é ainda acusada de desviar cerca de 1,5 milhões de euros pagos pelo empresário, que confirma ter adiantado um valor superior a 1 milhão de euros para garantir que a liquidez da construtora e o cumprimento dos prazos estabelecidos.

Esta é mais uma situação que envolve a Soares da Costa num processo de salários em atraso.

Fonte: Público (adaptado) | Fonte (imagem): Público

Controle, em pormenor, a atividade das suas máquinas e pesados nas diferentes obras.

Share.
Saiba mais sobre:   Atualidade

Leave A Reply