Soares da Costa ganha concursos para obras em Moçambique avaliadas em 17,5 milhões de euros

0

Dois palácios, uma ponte e obras de sinalização numa linha férrea. São estas as quatro empreitadas de construção ou reabilitação em Moçambique que a Soares da Costa passa a ter sob a sua alçada. A empresa construtora soma assim novos clientes e desafios à já vasta carteira que possui no país africano. As obras deverão começar ainda em 2015, estando a sua conclusão prevista para a primeira metade do próximo ano.

A construtora portuguesa Soares da Costa ganhou concursos para quatro obras em Moçambique, avaliadas em 20 milhões de dólares (cerca de 17,5 milhões de euros).

Em comunicado, a empresa refere que vai construir dois palácios de justiça, um em Nampula e outro em Guru, província de Manica, reabilitar a ponte de Xai-Xai, província de Gaza, e fazer infraestruturas de sinalização da linha férrea do corredor de Nacala, entre o centro e o norte do país.
Os projetos deverão ter início deste ano e terminar ainda no primeiro semestre de 2016.
Além destas obras, a Soares da Costa está, ainda, a reabilitar a EN-221, entre Combomune e Chicualacuala, em Gaza, e a construir pontes nas províncias de Manica e Sofala.
Já a sinalização da linha férrea foi adjudicada pela multinacional brasileira Vale, para a qual a Soares da Costa está a fazer pontes entre as minas de carvão de Moatize, Tete, e o porto de Nacala, em Nampula.
Os palácios de justiça foram adjudicados pelo governo de Moçambique enquanto a reabilitação da ponte de Xai-Xai foi adjudicada pela Autoridade Nacional de Estradas.

Fonte: A Bola

Controle, em pormenor, a atividade das suas máquinas, nas diferentes obras, através deste aparelho que alia as tecnologias GPS e GSM à localização em tempo real.

Share.
Saiba mais sobre:   Legislação e Concursos

Leave A Reply