Sindicato quer reforma aos 62 anos sem penalizações

0

Albano Ribeiro, presidente do Sindicato da Construção de Portugal, em declarações à agência Lusa, afirmou que irá apresentar uma proposta de revisão da idade da reforma para os profissionais do setor da construção junto do ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, José Vieira da Silva.

O Sindicato refere que a dureza da atividade provoca um enorme desgaste nos profissionais. Para além disso Albano Ribeiro salientou ainda que “há centenas de trabalhadores [do setor]que começaram a trabalhar aos 12 anos e têm uma carreira contributiva de mais de 50 anos de descontos, que estão a morrer, debilitados, antes da idade de reforma”, numa situação que “não é humana”.

“Os trabalhadores da construção, por problemas músculo esqueléticos, não têm condições físicas a partir de determinada idade para estarem a trabalhar, enquanto os trabalhadores das pedreiras, além da surdez e semi-surdez, são afetados pelo problema da silicose”, devido à reiterada inalação de poeira de grãos siliciosos, afirmou o dirigente sindical.

Embora convicto de que o ministro do Trabalho será “sensível” à questão, o Sindicato da Construção afirma que, caso contrário, irá “mobilizar em todo o país trabalhadores do setor das pedreiras e da construção para uma concentração em frente à Assembleia da República”, em Lisboa.

Fonte : Notícias ao Minuto | Fonte (imagem) : Rádio Renascença

Share.
Saiba mais sobre:   Nacional

Leave A Reply