Setor da Construção: Primeiros indicadores de 2016 são dececionantes

0

O ano de 2016 começou mal mas poderá “endireitar-se”, graças ao licenciamento de novas construções, revelou a análise de conjuntura de abril de 2016 da Federação Portuguesa da Indústria da Construção e Obras Públicas (FEPICOP).

Os indicadores mantêm-se a um “nível dececionante”, destacando-se um cenário menos favorável para o setor das obras públicas.

“No que respeita ao mercado residencial é de destacar o aumento de 10% no número de fogos novos licenciados até fevereiro de 2016 e a subida de 8,6% na área licenciada para esse fim no mesmo período”, refere a FECICOP em comunicado.

Já o crédito novo concedido para a compra de casas “continua a evoluir de forma expressiva (+53% em janeiro), embora o montante concedido mensalmente se encontre ainda longe dos valores alcançados em períodos anteriores

No caso do licenciamento de edifícios não residenciais a recuperação é ainda maior, com um crescimento de 22% até fevereiro, após uma queda de 2,3% ao longo de 2015.

Fonte: Idealista News

Controle, em pormenor, a atividade das suas máquinas e pesados nas diferentes obras.

Share.
Saiba mais sobre:   Nacional

Leave A Reply