Queda da produção na construção foi mais suave no mês de julho

0

Durante o mês de julho o setor da construção português continuou a lidar com quebras a nível da produção na construção, embora de menor intensidade, como é possível concluir após análise aos números divulgados hoje pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

No sétimo mês do ano o índice de produção na construção caiu 1,7%, quando comparado com o período homólogo de 2014. Embora se tratando de uma queda, o número representa um abrandamento do ritmo, já que junho havia registado uma quebra homóloga de -2,5%.

Este abrandamento foi possível graças aos resultados homólogos registados na construção de edifícios e engenharia civil. Com efeito, conforme mostram os dados do INE, em julho o índice de construção de edifícios observou uma descida de produção de 1,9% (-2,5% em julho), enquanto o segmento da engenharia civil caiu 1,3% (-2,4% no sexto mês de 2015). Ou seja, tal como aconteceu a nível geral, também estes segmentos registaram quedas face ao mesmo período do ano passado, mas apesar delas a profundidade do “fosso” diminuiu face a junho.

Já o índice de emprego voltou a cair 3,7%, tal como em junho, sendo que face ao mês anterior registou uma taxa de variação de -0,1% (-0,2% em julho de 2014). Por fim, o índice das remunerações efetivamente pagas teve uma variação homóloga de -3,6% (-2,3% no período anterior) e, comparativamente com o mês anterior, cresceu 5,1% (6,5% em julho de 2014).

Fonte: LUSA /INE | Fonte (imagem): INE
Proteja as suas máquinas nas diferentes obras – torne-as localizáveis!

Share.
Saiba mais sobre:   Nacional

Leave A Reply