Português a bordo do avião despenhado no Mediterrâneo era responsável da Mota-Engil em África

0

A confirmação foi dada por José Luís Carneiro, secretário de Estado das Comunidades, revelando que o cidadão português que estava bordo do voo MS804 da companhia aérea Egyptair e se despenhou no mar Mediterrâneo, trabalhava na construtora Mota-Engil exercendo funções em Joanesburgo (África do Sul).

O engenheiro civil português de 62 anos era um dos 66 passageiros a bordo do voo que ligava Paris e o Cairo. Segundo algumas fontes, este cidadão português trabalhava na Mota-Engil desde 1984 e em áfrica desde 2009, tendo sido nomeado diretor-geral da empresa no Peru e Moçambique. Atualmente era o responsável da Mota-Engil para vários mercados africanos, revelou José Luís Carneiro em comunicado enviado à Lusa.

“Em nome do Governo, do senhor ministro dos Negócios Estrangeiros e do primeiro-ministro”, aos familiares da vítima e garante todo o apoio no processo de identificação e “documentação consular que é necessário emitir, para que sejam desenvolvidas as diligências de busca e de transporte dos restos mortais”, reforçou o secretário de Estado no mesmo comunicado.

Fonte: Rádio Renascença e Jornal de Negócios (adaptado)

Controle, em pormenor, a atividade das suas máquinas e pesados nas diferentes obras.

Share.
Saiba mais sobre:   Atualidade

Leave A Reply