Mota-Engil conquista obras em África e no Caribe e estuda oportunidades no Reino Unido

0

O grupo de construção português Mota-Engil continua a somar novos negócios em diversas partes do mundo. Depois de na segunda-feira ter anunciado a construção e exploração, durante 30 anos, de uma central de produção de energia elétrica no México, um negócio que catapultará o grupo para uma posição de liderança no setor naquele país, a construtora avança hoje, no seu sítio web, a conquista de novas obras em África e o estudo de novos mercados na Europa, novidades às quais se junta uma concessão rodoviária na ilha caribenha de Aruba.

Conforme é hoje noticiado pelo Jornal de Negócios, a Mota-Engil América Latina, que recentemente inaugurou um escritório no Chile, acaba de ganhar uma concessão rodoviária na ilha de Aruba, uma obra no valor de 100 milhões de dólares (90 milhões de euros). Segundo aquela publicação, a construtora “prevê entrar ainda este ano na República Dominicana” e está a estudar oportunidades em países como Paraguai, Equador e Bolívia. No início de setembro a carteira de encomendas da construtora na América Latina ascendia a 2 mil milhões de euros.

Também no continente africano há novidades. A par de um acordo para a construção de um porto seco no Malawi, o grupo entrou recentemente na República do Ruanda, país onde se desenrola atualmente o projeto-bandeira “melhoria das infraestruturas de vias de circulação e placa de estacionamento do Aeroporto de Kigali”. Avaliada em 23 milhões de dólares (20.793.779 euros), estima-se que a empreitada fique concluída na primavera do próximo ano. O sítio web da construtora noticia hoje a assinatura de outros dois contratos, também eles situados no continente africano, a saber:

  • A construção, firmada com a Lushaka, de um edifício de habitação e escritórios em Sandton (centro de Joanesburgo), um projeto de valor superior a 34,7 milhões de euros e tempo de construção estimado de 24 meses que será integralmente assumido pela Mota-Engil Construction South Africa.
  • A construção de um hotel de 5 estrelas na Ilha do Príncipe, um investimento de mais de 12 milhões de dólares do grupo sul-africano HBD.

No mercado europeu a construtora, a Mota-Engil diz estar atenta ao Reino Unido e Irlanda. Presente na Irlanda desde 2006 através de uma sucursal da Mota-Engil, a MEIC (Mota-Engil Ireland Construction), o grupo participa também no setor da água naquele país desde 2008, graças à subsidiária Glan Agua Limited e diz estar atendo às possibilidades de expansão por novos mercados, como Escócia e Inglaterra, tendo participado recentemente na London Build 2015, através das duas subsidiárias Irlandesas.

Proteja os seus pesados e máquinas com a geolocalização.

Share.
Saiba mais sobre:   Internacional

Leave A Reply