Morreu Zaha Hadid, a melhor arquiteta do mundo

0

Morreu aos 65 anos aquela que é considerada por muitos a melhor arquiteta de sempre, Zaha Hadid, a primeira mulher a vencer o prestigiado Prémio Pritzker em 2004, a distinção mais importante dentro da área, e a medalha de ouro do Real Instituto dos Arquitetos Britânicos.

De acordo com a notícia avançada pelo seu gabinete – Zaha Hadid Architects – a arquiteta de origem iraquiana terá falecido de ataque cardíaco, após ter sido internada num hospital devido a uma bronquite, contraída no início desta semana.

Zaha Hadid cresceu num dos primeiros edifícios de Bagdade inspirado pela escola de arte alemã Bauhaus, numa altura em que o modernismo era sinónimo deglamour no Médio Oriente. Começou por estudar matemática, na Universidade Americana de Beirute, tendo-se depois mudado para Londres para frequentar a Architectural Association School of Architecture e lançar a sua carreira como arquiteta.

Em 1979, fundou a sua própria empresa de arquitetura, a Zaha Hadid Arquitects, à medida que ia ganhando reputação a nível mundial pelos seus trabalhos desafiadores e inovadores, como o “The Peak” (1983), em Hong Kong, o “Kurfürstendamm” (1986), em Berlim, e a Ópera de Cardiff (1994), no País de Gales.

Morreu aos 65 anos aquela que é considerada por muitos a melhor arquiteta de sempre, Zaha Hadid, a primeira mulher a vencer o prestigiado Prémio Pritzker

Morreu aos 65 anos aquela que é considerada por muitos a melhor arquiteta de sempre, Zaha Hadid, a primeira mulher a vencer o prestigiado Prémio Pritzker

Mais recentemente, foi responsável pelo projeto do Centro Aquático das Olimpíadas de Londres (2012), pela estação ferroviária de Nápoles (2013), em Itália, e pelo edifício Investcorp do St. Antony’s College, da Universidade de Oxford.

Fonte: Observador e Construir

Controle, em pormenor, a atividade das suas máquinas e pesados nas diferentes obras.

Share.
Saiba mais sobre:   Atualidade

Leave A Reply