Moçambique: Linha de Machipanda é com os chineses

0

A reconstrução da linha de caminho-de-ferro de Machipanda, em Moçambique, deverá ficar a cargo de empresas chinesas, pelo menos é esta a intenção do ministro dos Transportes e Comunicações, Carlos Mesquita.

O processo negocial já terá sido iniciado, estando previsto um investimento a rondar os 400 milhões de dólares no processo de reconstrução, avançou o ministro ao “Notícias de Maputo”.

Com 317 quilómetros de extensão, a linha de Machipanda é percorrida pela empresa estatal Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique, unindo a cidade da Beira ao posto administrativo de Machipanda (na fronteira com o Zimbabué).

O estado quer evitar ser o único investidor neste projeto, adoptando nesse sentido o modelo (BOT) – “construir, operar e transferir”, que possui um enquadramento legal previsto na Lei das Parcerias Público-Privadas.

O ministro informou ainda que a linha de caminho-de-ferro do Sena, que liga o porto da Beira a Moatize, província de Tete, vai ter a curto prazo a sua capacidade anual de transporte praticamente duplicada de 6,5 milhões para 12 milhões de toneladas, “projecto que se encontra numa fase bastante avançada”.

Fonte: Transportes & Negócios (adaptado)

Controle, em pormenor, a atividade das suas máquinas e pesados nas diferentes obras.

Share.
Saiba mais sobre:   Internacional

Leave A Reply