Aumento de acidentes mortais na construção leva sindicato a pedir a demissão da ACT

0

O número de acidentes mortais a ocorrer no setor da construção tem vindo a aumentar ao longo dos últimos anos.

Segundo números divulgados por Albano Ribeiro, presidente do Sindicato da Construção, o número de sinistros tem aumentado anualmente já que em 2013 tinham-se registado cerca de 34 acidentes, em 2014 cerca de 41 e neste ano que agora vinda, registaram-se cerca de 43 acidentes mortais.

O líder do Sindicato, critica fortemente a administração da Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT), defendendo a sua substituição “deve ser substituído porque tem tido uma intervenção inadequada ao setor”. Albano Ribeiro dá um exemplo de uma visita a um estaleiro com 36 empresas e em que só inspeciona três” que são “as que integram o consórcio que ganhou a obra (da construção da barragem do Tua) Depois, lá dentro, há mais de 50 que ele não inspeciona”

O Sindicalista considera ainda que “ se não fossem as ações de sensibilização para as questões de saúde, segurança e higiene nos locais de trabalho realizadas pelo sindicato, teriam morrido muitos mais trabalhadores”, questionando também o destino dos descontos realizados pelos trabalhadores.

Fonte: Dinheiro Vivo (adaptado)

 Controle, em pormenor, a atividade das suas máquinas e pesados nas diferentes obras.

Share.
Saiba mais sobre:   Nacional

Leave A Reply