Drones na construção civil – o estádio dos Sacramento Kings

0

Os drones são os protagonistas de um artigo recentemente publicado na Pplware, no qual se elencam os diferentes usos e os setores que já se servem do auxílio destes engenhos voadores. A construção civil, como seria de esperar, é um desses setores, podendo retirar grandes benefícios do uso desta tecnologia.

A Pplware ajuda a compreender as vantagens do uso de drones na construção com um exemplo concreto: o novo estádio dos Sacramento Kings, na Califórnia. A Turner Construction, responsável pela empreitada, serve-se desta tecnologia para, uma vez por dia, recolher imagens do terreno tridimensionais.

Depois de captadas pelos drones, as imagens são tratadas com um software que permite fazer a comparação entre elas e os planos arquitectónicos. Tal confrontação permite avaliar a progressão da obra, o que facilita tarefas como a de analisar juntamente com os managers se esta está ou não a sofrer com algum atraso e até perceber qual o grupo de trabalhadores que dispõe de recursos insuficientes ou precisa de ser mais eficiente.

Esta utilidade de acompanhamento da progressão de uma obra tem levantado alguma polémica e suscitado comparações entre drones e “capatazes”. A Turner Construction já reagiu a tal paralelismo na voz do seu porta-voz Cristopher McFadden, que esclareceu junto do canal televisivo norte-americano CNBC: “Se vemos, nas filmagens, que o nosso projeto está atrasado no setor dos aços, a nossa reação será a mesma que se estivermos a caminhar pela obra: chamamos os empreiteiros contratados para aquela seção, falamos dos assuntos, voltamos a olhar para a calendarização e a planear e a trabalhar de forma mais precisa nos dias e semanas seguintes.” A construtora explica ainda que as imagens captadas não entram em conflito com questões de privacidade, uma vez que o drone se mantém a uma distância considerável dos trabalhadores.

Fonte: Pplware | Fonte (imagem): Kings.com

Não é preciso um drone para vigiar com eficiência o consumo das suas máquinas – basta ter geolocalização!

Share.
Saiba mais sobre:   Máquinas e materiais

Leave A Reply