Construtores têm acordo para facilitar seguros-caução

0

A Associação dos Industriais da Construção de Edifícios (AICE), estabeleceu um protocolo de cooperação no âmbito dos seguros-caução com o objetivo de beneficiar “os seus associados, dado ser muito menos onerosa do que as tradicionais garantias bancárias e muito mais rápida de obter”.

O acordo foi selado com o corretor de seguros António Marques. Para a AICE “Trata-se de uma parceria que tem como objetivo beneficiar os seus associados que utilizem este seguro-caução de usufruírem de isenção de cobrança de comissão de abertura de ‘plafond’ (estudo e montagem), urgência, renovação, alteração e de cancelamento dos projetos”, avança a associação através de comunicado.

Agora, qualquer construtora a operar em Portugal será obrigada a realizar este seguro-caução. “A obtenção de garantias bancárias para os processos de apresentação em concursos públicos ou em situações de garantia de execução que a lei exige e outras, não são facilitadas pela banca. Exigem rácios económicos e financeiros na maior parte das vezes difíceis para as empresas do sector ainda em recuperação”, adianta César Neto, presidente da AICE.

As construtoras, sempre que ganham a adjudicação de uma obra pública, têm de prestar uma caução de 5% (aplicável em Portugal Continental) do valor do referido contrato, a qual permanece válida por cinco anos após a conclusão da empreitada.

Com a concretização deste protocolo, qualquer associado da AICE que esteja interessado contacta a associação e esta endereça a situação ao parceiro corretor, que contacta o associado e inicia o processo com a maior rapidez possível, enquanto a AICE fará o acompanhamento da situação até se encontrar a solução definitiva.

Fonte: Económico (adaptado)

Controle, em pormenor, a atividade das suas máquinas e pesados nas diferentes obras.

Share.
Saiba mais sobre:   Nacional

Leave A Reply