Construtoras portuguesas fazem subir orçamento da Assembleia Nacional angolana

0

O orçamento da Assembleia Nacional angolana vai crescer no próximo ano e as obras atribuídas a construtoras portuguesas são responsáveis por esse crescimento. No total, e segundo a resolução parlamentar a que a Lusa teve acesso, o orçamento vai disparar cerca de 95%.

Teixeira Duarte e Somague são “culpadas” e ainda bem

As duas construtoras portuguesas estão envolvidas no projeto de construção do novo edifício-sede da Assembleia Nacional angolana, edifício que está funcional e ao dispor dos deputados angolanos pertencentes às respetivas bancadas parlamentares. O projeto que foi atribuído à Teixeira Duarte contou com um investimento público superior a 164 milhões de euros.

E se a primeira parte dos trabalhos já foi concluída, a segunda permanece por executar. Esta etapa de execução do projeto está, também, atribuída a uma construtora portuguesa. Neste caso a empresa selecionada foi a Somague, que estará responsável pela execução do edifício que irá receber os gabinetes dos deputados angolanos.

Fonte: Observador (adaptado) | Fonte (imagem) : Portal de Angola

Controle, em pormenor, a atividade das suas máquinas e pesados nas diferentes obras. 

Roubo de combustível: quanto custa à sua empresa?

Dependendo da tipologia de veículo e da respectiva capacidade dos depósitos, um único roubo de combustível pode representar para a empresa um prejuízo que pode ir desde algumas dezenas de euros até…
Leer Mais »

Share.
Saiba mais sobre:   Internacional

Leave A Reply