Construtora Tecnosolo sem pedalada para os Jogos Olímpicos

0

A 60 dias do início dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, a Perfeitura (equivalente a uma câmara municipal) da cidade, decidiu romper o contrato com a construtora Tecnosolo, que estaria responsável pela construção da pista de ciclismo.

De todos os projetos de construção para o evento, a pista de ciclismo (velódromo) apresenta um maior período de atraso. A empresa responsável, afirma que a obra começou com atraso de quatro meses por erros no projeto fornecido pela Prefeitura. A Tecnosolo afirma também que entregou 83% da obra concluída, mas só recebeu 63% do montante acordado com o município.

O presidente da cidade, Eduardo Paes, já havia afirmado, no último mês, que a Tecnosolo não revelou ter capacidade para gerir a construção da pista, embora tivesse vencido o concurso.

Veja a evolução das obras ao longo dos últimos meses

Os atrasos na construção da pista impediram a realização do evento-teste, realizado em várias modalidades olímpicas. O Comité Olímpico Internacional coloca mesmo a possibilidade de a fachada da arena não estar pronta a tempo do ínico do evento, a realizar-se no dia 5 de Agosto

Fonte: Globo.com (adaptado)

Controle, em pormenor, a atividade das suas máquinas e pesados nas diferentes obras.

Share.
Saiba mais sobre:   Internacional

Leave A Reply