Consórcio Mota-Engil e Soares da Costa irá pagar indemnização

0

O consórcio português entre Mota-Engil e Soares da Costa, irá pagar uma indemnização às vítimas e as suas respetivas famílias, na sequência da queda do muro da piscina olímpica em Moçambique, que provocou a morte do selecionador de natação moçambicano.

O acordo foi celebrado com o Governo, através do Ministério da Juventude e Desporto, a Federação Moçambicana de Natação e as vítimas, num processo extra-judicial, já que o consórcio tomou a iniciativa como destaca o Ministro da Juventude e Desporto, Alberto Nkutumula, este “acordo” foi feito extra-judicialmente, como forma de garantir flexibilidade ao caso. “Reconhecemos que este é um processo difícil e moroso, em termos legais. Podíamos levar anos e anos a tratar deste assunto e, se calhar, não termos resultados”.

O consórcio contactou o Ministério da Juventude e Desporto 15 dias depois de receber o relatório sobre as causas da queda do muro da piscina Olímpica do Zimpeto e decidiu tomar essa decisão, mesmo sem assumir a culpa.

Para o caso da família do selecionador nacional de natação e treinador do Clube Tubarões de Maputo, vítima mortal da queda da parede, a Mota-Engil e Soares da Costa vai indemnizar. Aos filhos, que ficaram sem o pai, serão atribuídas bolsas de estudos para que não tenham problemas com propinas e outras despesas escolares. À esposa (viúva), que também foi vítima nesse acidente, será atribuída uma pensão e um emprego.

Fonte: O País

Controle, em pormenor, a atividade das suas máquinas e pesados nas diferentes obras.

Share.
Saiba mais sobre:   Nacional

Leave A Reply