CMM mostra oportunidades na Argentina, EUA e Países Árabes

0

Promover a construção metálica portuguesa. Foi este o objetivo da Associação Portuguesa da Construção Metálica e Mista (CMM), na organização do evento Portugal Steel, tendo reunido representantes da Argentina, Estados Unidos e países árabes.

Segundo a CMM, o encontro permitiu que as empresas nacionais pudessem estabelecer importantes contactos com estes mercados, contribuindo de igual forma para a identificação de novas e atrativas oportunidades de negócio.

Para o presidente da CMM, Luís Simões da Silva, embora se preveja que, até 2018 mais de 50% do investimento no sector da construção venha a realizar-se na Ásia, outros países irão registar crescimento do investimento em construção, como é o caso no Médio Oriente, América do Sul e Estados Unidos.

Oscar Moscariello, embaixador da Argentina em Portual, marcou presença no evento e revelou o projeto governamental do país para os próximos anos. O embaixador referiu que a Argentina procura empresas que possam desenvolver projetos na área da energia sustentável, tendo como objetivo para a próxima década que o país detenha um parque de energia sustentável instalado que permita alcançar 25% da produção de energia nacional.

Já para a secretária da Câmara de Comércio Americana em Portugal, Graça Didier, Portugal tem que se distinguir pela qualidade do produto apresentado, sendo esta a única forma de combater a oferta chinesa, com custos mais baixos, mas com uma reconhecida falta de qualidade.

Para além de reforçar a importância da economia americana no mundo e de apresentar as vantagens da entrada neste país, Didier alertou também para a necessidade das empresas se precaverem no que concerne às diferenças regulatórias e à própria cultura de negócio americana. Assim, esta responsável sugeriu aos empresários presentes que estabeleçam parcerias com as empresas que já não estão naquele mercado para facilitar a sua entrada.

Já Filipe Murraças, representante da Câmara de Comércio e Indústria Árabe-Portuguesa reforçou o peso cada vez maior dos países árabes no comércio externo nacional e destacou que, nos próximos anos, estes países vão apostar em áreas relevantes para o sector metalúrgico nacional.

Segundo a CMM, ligações ferroviárias na Arábia Saudita, unidades habitacionais na Argélia,m construção aeroportos em Djibouti, expansão do aeroporto Bahrain, aumento da linha ferroviária na Jordânia, desenvolvimento de infraestruturas públicas na Mauritânia, expansão do aeroporto de Tripoli, na Líbia, construção de habitações e escolas na Palestina ou implementação de centrais elétricas no Sudão, são alguns dos projetos identificados como oportunidades para as empresas portuguesas.

Fonte: Construir (adaptado)

Controle, em pormenor, a atividade das suas máquinas e pesados nas diferentes obras.

Share.
Saiba mais sobre:   Nacional

Leave A Reply