Acidentes no trabalho já mataram 76 pessoas desde o início do ano

0

Os acidentes no trabalho já ceifaram 76 vidas este ano em Portugal. Os números são comunicados pela Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT), que adianta que a indústria e a construção são os principais setores a contribuir para o avolumar da lista de vítimas.

Um total de 76 trabalhadores morreram e 203 ficaram feridos com gravidade entre janeiro e 5 de agosto, avança a Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT).

Quase metade do total dos mortos e feridos graves pertence ao grupo etário dos 35 aos 54 anos.

A indústria e a construção são os setores que mais contribuem para a lista negra da mortalidade laboral, com acidentes que ocorrem nas instalações industriais, estaleiros ou obras.

As quedas de material, desmoronamentos ou perda do controlo dos equipamentos são responsáveis por boa parte dos acidentes que, geralmente, geram lesões múltiplas ou no limite, a perda da vida.

Nestes dados da Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT), o número de mortos e feridos é contabilizado no momento e local do acidente.

O acidente desta segunda-feira, em Abrantes, que provocou a morte a dois trabalhadores da construção civil ainda não conta para este balanço, que tem em conta o período entre 1 de janeiro e 5 de agosto.

Santarém, o distrito a que pertence Abrantes, já conta com sete mortos este ano.

Fonte: Rádio Renascença

Proteja as suas máquinas do mau uso com a geolocalização.

Share.
Saiba mais sobre:   Nacional

Leave A Reply