Acesso ao ensino superior: Estudantes querem quase tudo menos Engenharias

0

Terminou a segunda fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior . Segundo a Direcção-Geral do Ensino Superior (DGES), ficaram 5.166 vagas por preencher, sendo que 20% delas pertencem à área de Engenharia e Técnicas Afins (1.317 vagas).

A este número somam-se ainda as vagas deixadas em aberto nos cursos de Arquitetura e Construção (536 vagas).

Nesta segunda fase de candidaturas, 43 cursos não registaram qualquer candidato. Na maioria dos casos, estes cursos deixados em branco são das áreas de engenharia e são lecionados em institutos politécnicos.

A falta de procura por estas áreas, faz com que as médias de acesso sejam bastante baixas. Em alguns destes cursos, as médias de acesso são de 9,5 valores.

Esta falta de procura deverá certamente fazer pensar as instituições, responsáveis de cursos, e profissionais das áreas. O desinteresse no setor poderá ter consequências a médio-longo prazo.

Fonte: Jornal de Negócios (adaptado) 

Roubo de combustível: quanto custa à sua empresa?

Dependendo da tipologia de veículo e da respectiva capacidade dos depósitos, um único roubo de combustível pode representar para a empresa um prejuízo que pode ir desde algumas dezenas de euros até…
Leer Mais »

Share.
Saiba mais sobre:   Nacional

Leave A Reply